"Uma lenda, duas lendas, tantas lendas…" – Gabriela


Narciso
Há muito tempo, havia um menino muito bonito, mas era frio e tinha um jeito egoísta de ser. Era muito convencido da sua beleza e sabia que ninguém era mais bonito que ele.
Todos diziam que Narciso nunca seria ferido por flecha de Eros, filho de Afrodite.
Narciso estava na floresta andando quando percebeu que estava sento seguido pela ninfa Eco. O máximo que ela falava eram as últimas sílabas das palavras.
Ninfa Eco imediatamente se apaixonou por Narciso.
Ele falou:
_Quem está aqui? Apareça quero ver você. _ ordenou.
Eco falou em tom alegre:
_ Ver você! _ e foi para perto do rapaz.
Narciso disse:
_ Dê o fora! Eu não sou da sua espécie, sua tola.
_ Tola! _ A ninfa, envergonhada, saiu correndo.
Afrodite não poderia deixar a limpo o que Narciso fez com Eco. Então ela falou para seu filho Eros para flechar o coração de Narciso.
Ele estava bebendo água quando Eros atirou a flecha em seu coração.
Narciso ficou apaixonado pelo seu reflexo. Passou dias e dias sem comer e nem beber, cada dia ele ficava mais fraco.
Assim acabou morrendo ali mesmo, esse foi o castigo que Afrodite deu para ele.
Eco ficou chorando até a noite chegar, de manhã Narciso não estava lá, mas tinha uma flor muito perfumada. Essa é chamada narciso “a flor da noite”.
   Reescrito por Gabriela de Souza Almeida
Anúncios

Obrigada pela visita! Seu comentário será publicado após aprovação.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s